Desconto promocional 20% válido até 31/10/2017
Utilize o voucher: OUTUBROR17


Os eventos adversos a medicamentos (EAM) têm sido foco de estudos em vários países, pois ocorrem com frequência e aumentam a morbi-mortalidade dos acidentes, constituindo-se em novo problema de saúde pública.

O evento adverso a medicamento (EAM) abrange a reação adversa a medicamentos (RAM) e o erro de medicação (EM). O EM é um dos mais frequentes tipos de EAM e tem como características o fato de poder ser evitado, ocorrer em qualquer etapa do sistema de medicação (prescrição, dispensação e administração de medicamentos) e com qualquer profissional da equipe multidisciplinar responsável por ações voltadas à terapia medicamentosa: médicos, farmacêuticos e enfermeiros.

A Organização Mundial da Saúde vem estimulando todos os países do mundo a prestar maior atenção aos EAMs e à segurança do paciente e, em muitos países, as discussões e implementações de estratégias relacionadas a essa temática já estão bastante avançadas.
A expressão Segurança do Paciente tem sido usada com muita ênfase no segmento de saúde. As pessoas envolvidas com essa prática estão frequentemente preocupadas com problemas da qualidade do atendimento, bem como, com a relação da atividade assistencial e a segurança do paciente.

A segurança do paciente pode ser definida em sua forma mais simples como o ato de prevenir, evitar e melhorar os resultados adversos ou as lesões originadas no processo de atendimento médico-hospitalar.
A segurança é o primeiro domínio da qualidade na assistência à saúde. Não há como oferecer uma boa assistência em saúde se esta não for feita com segurança. São inúteis os esforços de humanização em qualquer hospital, atenção básica de saúde e demais instituições, se estas não incluírem redução no risco de uso de medicamentos e sua administração.

O erro no processo assistencial em saúde gera grandes consequências para o usuário de saúde, sua família e toda sociedade. Consequências como sequelas irreversíveis para o usuário e até óbito em muitos casos.

O objetivo principal da segurança do paciente é a redução de erros com o paciente, e isso inclui o processo de administração de medicamentos mais seguro e eficaz para o usuário de saúde.
Neste contexto, justifica-se a necessidade de profissionais de saúde em constante atualização, pois o processo de trabalho para administração de medicamentos na enfermagem tem papel primordial na condição de melhora e alta do usuário de saúde.

  • Sobre o Curso
  • Pré-requisitos
  • Programa
  • Certificação
  • Investimento
Carga horária:
40 horas
Outras informações sobre este curso:

Tipo de Curso: Aperfeiçoamento

O aluno deverá concluir o curso no prazo de até 50 dias corridos, a contar da data de matrícula no curso.

Público alvo e pré-requisito:
Público alvo:
Aperfeiçoar os profissionais de enfermagem para realizar cálculos, preparo, diluição e transformação de soluções medicamentosas, visando resultados seguros e eficazes na realização desse processo.

Requisitos de acesso:
•Idade mínima: 18 anos
•Escolaridade: Profissionais e estudantes de Graduação e Técnico em Enfermagem

Pré-Requisitos Técnicos:
•Ter conhecimentos em navegação na internet;
•Ter acesso a computador com internet banda larga.

Configuração mínima do computador:

Sistema Operacional:
•Windows 7,8 ou 10;
•Linux;
•Mac OS X.

•Processador: Dual Core 1.5 GHz ou superior;
•Memória RAM: 2GB ou superior.

Browsers (Navegadores):
•Recomendado: Firefox 10 ou superior;
•Recomendado: Chrome atualizado;
•Safari atualizado;
•Internet Explorer 10 ou superior.

Configuração do Browser:
•A opção JavaScript deverá estar habilitada no browser;
•A opção aceitar cookies deverá estar habilitada.

Resolução do Monitor:
•Recomendado resolução de 1024 x 728 ou superior.

Leitor PDF:
•Acrobat Reader: 10.x ou superior;
•Foxit Reader: 7.x ou superior.

Obrigatoriamente ter um e-mail válido.
Programa:
Metodologia:
Atividades disponibilizadas em ambiente virtual de aprendizagem, utilizando recursos pedagógicos desenvolvidos em mídia online.

Ementa:
1- Definição, finalidade e cuidados de enfermagem na administração dos medicamentos;
2- Noções de anatomia e fisiologia para administração de medicamentos: rede venosa e sistemas tegumentar e muscular;
3- Conceitos, efeitos e eventos na aplicação de fármacos;
4- Protocolos de Preparação e Administração de Medicamento: definição, finalidade e modelos;
5- Segurança do paciente: definição, finalidade e ações preventivas da enfermagem;
6- Legislações vigentes sobre segurança na administração de medicamentos: Portaria nº 529/2013, entre outras;
7- Cálculos matemáticos: operações básicas (adição, subtração, divisão e multiplicação), regra de três simples, porcentagem, sistema métrico de medidas (volume, velocidade, massa, tempo);
8- Formas de medidas de medicamentos: macrogotas, microgotas e bureta;
9- Controle e velocidade das infusões e transformação de soluções;
10- Cálculos de medicamentos: diluição, rediluição, gotejamento.

Avaliação:
A avaliação final é composta por questões de múltipla escolha, das quais o aluno deverá obter 70% de aproveitamento.
Certificação:
Para ter direito ao certificado o aluno deve ter aproveitamento igual ou superior a 70% na avaliação final.
Investimento:
R$ 130,00 à vista no boleto bancário ou
cinco parcelas de R$ 26,00 no cartão de crédito

Perguntas frequentes

Veja outros Cursos Livres na área de Saúde