TÉCNICO EM QUALIDADE A DISTÂNCIA

Técnico em Qualidade

Bem-vindo

É com grande satisfação que damos as boas-vindas a todos os alunos (as) do Componente Curricular "Ferramentas da qualidade" do curso Técnico em Qualidade. Este tema é muito importante para o desenvolvimento planejado da qualidade nas organizações em que trabalham, trabalharão ou para seu próprio negócio. O planejamento da qualidade deixou de ser opcional e passou a ser obrigatório, frente ao ambiente extremamente competitivo a que estamos sujeitos. As ferramentas da qualidade oferecem uma base sólida para este desenvolvimento e dão aos técnicos e gestores elementos mais precisos para o processo de decisão. Bom curso a todos!

Introdução

Os processos de gestão empresarial foram ficando cada vez mais especializados a partir de 1950, devido à entrada gradativa da tecnologia e da competitividade (Ainda que em menor escala diante dos dias atuais.) no mundo organizacional. A qualidade, então, passou a fazer parte do dia a dia de grandes corporações industriais, tais como: Toyota, GE, Ford, GM. Notem que o segmento automotivo teve grande impacto no desenvolvimento da gestão da qualidade no mundo. Estas práticas deram origem a um significativo número de técnicas, as quais agrupavam e classificavam informações e dados e, então, estas técnicas deram origem às atuais ferramentas de gestão da qualidade. Hoje, no entanto, sabe-se que qualquer organização, de qualquer segmento, de qualquer tamanho pode fazer uso destas ferramentas.

Entre especialistas e usuários surgiram classificações sobre a forma de agrupar e utilizar algumas dessas ferramentas, como por exemplo: Qual ferramenta é mais indicada para um determinado momento ou assunto, ou ainda, problema apresentado aos gestores e técnicos de uma organização? O fato é que as ferramentas da qualidade continuam em constante evolução e é unânime a sua importância no controle dos objetivos fixados no planejamento da qualidade.

Nas próximas semanas, estudaremos as ferramentas da qualidade mais utilizadas atualmente, sua origem, método, aplicação, e também o contexto e as pessoas que influenciaram e difundiram o seu uso, entre elas: Deming, Juran, Ishikawa, Pareto, entre outros. O conteúdo permitirá o uso de exemplos práticos e teóricos sobre o tema.

Vamos começar?

O surgimento das ferramentas da qualidade

O contexto histórico em que os sistemas de qualidade e suas ferramentas se desenvolveram nos remetem a uma trajetória bem importante.

Veja a linha do tempo abaixo:

 

Biografias - Ishikawa (1915 - 1989)

Kaoru Ishikawa: químico formado pela Universidade de Tokio. A partir de 1939, trabalhou para a marinha japonesa e teve sua primeira experiência no ramo automotivo na Nissan, Foi professor de engenharia. No ano de 1949, fez parte da JUSE, uma entidade de pesquisa na área de qualidade.

Sua atuação foi importante para o sistema japonês de gestão de qualidade. Isto se deu quando, nos anos de 1950 a 1960, criou cursos específicos para o controle de qualidade.

Talvez a contribuição mais importante de Ishikawa foi seu papel chave no desenvolvimento de uma estratégia especificamente japonesa da qualidade. A característica japonesa é a ampla participação na qualidade, não somente de cima para baixo dentro da organização, mas igualmente começa e termina no ciclo de vida de produto. No final dos anos 50 e no início dos anos 60, Ishikawa desenvolveu cursos do controle de qualidade para executivos e gerentes. Igualmente, ajudou o lançamento da Conferência Anual do Controle da Qualidade para gerentes e diretores em 1963.

Kaoru Ishikawa quis mudar a maneira das pessoas pensarem a respeito dos processos de qualidade.

“A qualidade é uma revolução da própria filosofia administrativa, exigindo uma mudança de mentalidade de todos os integrantes da organização, principalmente da alta cúpula”.
Ishikawa







Sua noção do controle empresarial da qualidade era voltada ao atendimento pós-venda. Isto significa que um cliente continuaria a receber o serviço mesmo depois de receber o produto. Este serviço se estenderia através da companhia em todos os níveis hierárquicos e até mesmo no cotidiano das pessoas envolvidas. De acordo com Ishikawa, a melhoria de qualidade é um processo contínuo, e pode sempre ser aperfeiçoada.








Biografias - Juran (1904 - 2008)

Joseph Juran: Engenheiro e advogado Romeno. Radicado nos EUA desde 1912. Usou seus conhecimentos para revolucionar a qualidade na empresa WEC. Ensinou Engenharia na NYU. Porém, Juran, ficou conhecido como o grande transformador da qualidade no Japão através de suas ideias.

As bases da obra de Juran são:


Biografias -Toyoda (1867 - 1930)

Sakishi Toyoda: nasceu em Kosai, Shizuoka e é considerado o pai da revolução industrial japonesa. É, também, referenciado como o "Rei dos inventores japoneses". Foi o inventor da técnica dos cinco porquês.

Ele foi o inventor do tear a vapor e mais tarde da indústria automobilística Toyota, cujas práticas de gestão revolucionaram a maneira de se produzir itens manufaturados no mundo.


Biografias - Shewhart (1891 - 1967)

Walter Andrew Shewhart: Americano que introduziu o controle estatístico no processo de garantia da qualidade. Assim como Deming, seus métodos elevaram a qualidade (principalmente a industria automobilística) no Japão. Shewhart afirmava que:

“Os dados não tem significado se apresentados a parte de seu contexto". E ainda: "Conjuntos de dados possuem sinais e ruídos. Para ser capaz de extrair informação, deve-se separar o sinal dos ruídos dentro dos dados".






Biografias - Drucker (1909 - 2005)

Peter Drucker: economista Austríaco, Drucker é o precursor da gestão moderna nas organizações. Entitulava-se um cientista que pesava a influência das pessoas no resultado das organizações inseridas no mercado globalizado.