10/04/2018

Dez dicas para viajantes de primeira viagem

De acordo com pesquisa da Booking.com – empresa de e-commerce de viagens, “2018 é o ano para sonhar grande”. Isso porque o estudo revela que 67% dos viajantes brasileiros planejam viagens ambiciosas, já 91% desses pretendem conhecer pelo menos alguns de seus destinos dos sonhos neste ano. Análise mostra que a busca por experiências supera a vontade de adquirir bens materiais.

Se você ainda não aderiu ao hábito de viajar, essa é uma boa oportunidade para pensar a respeito e já ir pensando no destino. Até porque antecedência é uma das recomendações da turismóloga Juliana Parmiggiani*, professora do curso de Agente de Viagens no Senac EAD.

Dica 1:Comprar passagens com antecedência é sempre um bom negócio. Já que, além de ter a possibilidade de conseguir preços mais baixos, essa opção ainda possibilita a escolha de melhores assentos e vôos diretos com valores de vôos com escalas. E atenção: se a intenção é economizar, evite feriados nacionais e internacionais.

Dica 2: Para as reservas em hotéis, passeios e transportes como trens e barcos, vale a mesma regra da dica anterior. Quanto antes melhor! Mas fique atento a datas e horários! Nos fins de semana, os passeios, geralmente, ficam mais caros e vale ficar alerta aos horários de entrada e saída dos hotéis para não ter nenhum imprevisto.

Você pode realizar as reservas diretamente com as empresas prestadoras do serviço ou com agências de receptivo, que são as empresas que recebem os viajantes nos destinos. Lembre-se de sempre de buscar referências da empresa antes, e guardar todos os números de reserva e recibos por garantia.

Dica 3: Ao decidir quando ir, leve em consideração seu orçamento. Alguns lugares ficam muito mais caros na alta temporada. Caso tenha disponibilidade, viaje no mês seguinte ao fim da temporada e a economia estará garantida. Pesquise também como é o clima no local na época em que deseja ir, pois ele pode ser um aliado ao passeio ou um vilão.

Dica 4: Se ainda não decidiu se viaja sozinho ou acompanhada, você deve levar em consideração: viajar sozinho pode ser uma jornada extraordinária, mas viajar com companhia tem a vantagem de dividir o quarto do hotel e a refeição e pagar menos, por exemplo.

Dica 5: Sempre que escolher um destino, pesquise sobre a alimentação no local. Ou, pelo menos, se tem direito so cafè da manhã. Esse é um fator muito importante, pois além do valor, a comida imprime a cultura local e, muitas vezes, é completamente diferente da nossa. Para evitar transtornos, vá preparado e conhecendo suas possibilidades, principalmente se você tiver alguma restrição alimentar como ao leite, a algum tipo de carne ou temperos.

Dica 6: Ao definir o tempo de permanência em cada destino, pesquise quais atrações do local você quer visitar, qual o valor médio da hospedagem e qual seu orçamento para a viagem. Alguns destinos possuem poucos atrativos, e demandam poucos dias, outros podem ter muitos atrativos, mas o custo para passar vários dias é alto.

Dica 7: Ao escolher os passeios e atrações é necessário pesquisar a distância dos grandes centros, como chegar, valores do deslocamento, se há local para alimentação e valores, se paga entrada e quanto tempo dura a visita. Todos esses itens são importantes para evitar imprevistos. Alguns atrativos ou passeios não incluem o deslocamento e a alimentação, e geralmente quanto mais distantes mais alto são os valores. Fique de olho!

Dica 8: Ao planejar sua viagem, realize uma boa pesquisa a respeito da bagagem. Trechos nacionais, tanto no Brasil quanto em outros países, têm pesos menores que trechos internacionais, e as taxas por peso extra podem salgar o seu orçamento. Por esse motivo, fazer uma organização é essencial, evita sustos, perda de tempo e gastos extras.

Dica 9: A dica anterior nos faz pensar na importância dessa dica: planeje sua viagem e realize um orçamento prévio. Gastos extras são comuns em viagens, mas algumas coisas podemos planejar.  Pesquisar sobre o destino é o primeiro passo, assim você pode realizar uma estimativa de gastos por dia, considerando a hospedagem, alimentação, transporte e passeios.

Dica 10: Para que seu orçamento faça sentido é necessário criar um roteiro dia a dia. Então, coloque no papel qual será sua programação. Defina em que dia realizará cada passeio, criando um circuito com atrativos mais próximos e evitando desperdício de tempo no deslocamento. Coloque também sugestões de hotéis, restaurantes e lanchonetes com preços acessíveis ao redor, e não esqueça de considerar o tempo de deslocamento no seu roteiro.

Boa viagem!

 

Juliana Parmiggiani* também é especialista em Educação Profissional e MBA em Gestão de Projetos.


Leia também: O viajante quer uma experiência autêntica, diferenciada e personalizada.

Confira os cursos Agente de ViagensTécnico em Guia de Turismo e outros dessa área no Senac EAD.